ACONTECE MPAM: Promotora Vânia Maria do Perpétuo Socorro Marinho toma posse como Desembargadora do TJAM nesta terça

Terça, 06 Abril 2021 14:47

WhatsApp Image 2021-04-06 at 16.11.03 97487

A Promotora de Justiça, Dra. Vânia Maria do Perpétuo Socorro Marinho, de 61 anos, tomou posse do cargo de Desembargadora do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), em sessão solene, às 09h desta terça-feira (06). A cerimônia que aconteceu de forma híbrida, presencialmente e por videoconferência pelo canal do TJAM no Youtube, contou com a participação de diversas autoridades, entre elas o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, o Procurador-Geral da República, Augusto Aras, Governador do Amazonas, Wilson Lima, Prefeito de Manaus, David Almeida, e o Presidente do TJAM, Desembargador Domingos Jorge Chalub.

A jurista que atuou no Ministério Público do Amazonas (MPAM) iniciou seus trabalhos como titular na 1.ª Promotoria de Justiça Comarca de Tefé e, atualmente, era titular da 28ª Promotoria da Infância e Juventude junto à Vara Especializada da Infância e Juventude da Comarca de Manaus. O Procurador-Geral de Justiça do MPAM, Alberto Rodrigues do Nascimento Júnior, também participou da solenidade e enfatizou a trajetória da Desembargadora empossada como jurista atuante no Amazonas.

“O sentimento hoje Dra. Vânia é de dicotomia: em uma extremidade o imenso orgulho em presenciar o início de sua jornada junto ao Egrégio Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas; em outra extremidade a estranha sensação de não a termos mais como Membro atuante do Ministério Público do Estado do Amazonas. Sua brilhante jornada em nossa instituição foi de compromisso e de grandeza, a carreira que desenvolveu junto às Comarcas de Tefé, Silves, e na capital junto à Fazenda Pública, ao Meio Ambiente e ao Urbanismo foi construída com dedicação e zelo inquestionáveis. No entanto, nada se compara ao gigantesco brilho que saltava de seus olhos em sua atuação frente a 28ª Promotoria de Justiça da Infância e Juventude”, destacou o Procurador-Geral durante a cerimônia.

WhatsApp Image 2021-04-06 at 16.21.49 d847e

A Desembargadora empossada agradeceu o apoio da família e das autoridades ao qual teve contato ao longo da sua carreira profissional, relembrou a sua trajetória nas unidades em que trabalhou desde o início de sua carreira há 23 anos. Ela também relembrou a luta das vítimas durante a crise sanitária causada pela Covid-19.

“Antes de mais nada, eu me solidarizo com as famílias que perderam os seus entes queridos vitimados pela peste da Covid-19. Especialmente, direciono essa mensagem de profundo pesar aos amigos e familiares dos saudosos Desembargadores Aristotéles de Lima Thury e Djalma Martins da Costa, ao qual tive a honra de privar a presença. E hoje, plena de alegria, chego a essa Casa da Justiça, graças aos meus caros amigos e desembargadores que me engrandeceram com seus votos nas duas etapas que procederam a minha nomeação, em especial ao Governador Wilson Miranda Lima, a quem tributo a minha gratidão. Gratidão é sempre a palavra que vem à mente e ao coração, temperada por uma ponta enorme de receio pelo novo, pela angústia que cabe a todo aquele que tem a missão de julgar. O que me alenta é que sei que terei nos eminentes Desembargadores e Desembargadoras terei sempre a orientação é a correção tempestiva das minhas falhas. Obrigada aos nobres colegas por repartirem tão nobre missão, principalmente, nesse momento sensível para a humanidade”.

A escolha do Governador Wilson Lima pelo nome da magistrada respeitou a decisão da maioria do Pleno da TJAM. A Promotora de Justiça teve 20 votos e compôs a lista tríplice ao lado do promotor Luiz Alberto Dantas Vasconcelos (com nove votos) e Mirtil Fernandes do Vale (com sete votos). Ela ocupa a vaga deixada pelo Desembargador Djalma Martins, que faleceu no último dia 1º de abril. A vaga é reservada constitucionalmente ao MPAM.

Perfil

WhatsApp Image 2021-04-06 at 16.11.03 1 a6969
Vânia Maria do Perpétuo Socorro Marinho é a sétima mulher a compor o quadro de 26 desembargadores do TJAM. A nova Desembargadora é Doutoranda em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e tem Mestrado em Direito Ambiental pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

Possui graduação em Direito pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam), especialização em Legislação ambiental, Direito Civil e Processo Civil e mestrado em Direito Ambiental Penal. Ela ingressou no MPAM em 1998, e trabalhou nas Comarcas de Tefé e Silves. Foi Promotora na 44.ª Promotoria de Justiça junto à 1.ª Vara da Fazenda Pública Municipal, atuando ainda na 18.ª Promotoria de Justiça de Defesa do Meio Ambiente e na 52.ª Promotoria de Urbanismo.

 

TEXTO: ASCOM MPAM

FOTOS: Chico Batata e Raphael Alves/TJAM