MP pede esclarecimentos sobre radares eletrônicos

Promotor de Justiça Antônio José Mancilha

O processo referente ao caso tramita desde abril deste ano na 57ª Prodedic. Na época, o Promotor de Justiça Mirtil Fernandes solicitou da Prefeitura de Manaus o cancelamento de multas emitidas no processo de fiscalização eletrônico. Na ocasião, o pedido tinha como base a precariedade na sinalização dos radares e reclamações de condutores registradas no Ministério Público do Estado.

Entretanto, até o momento nem a Prefeitura, nem o IMTT, prestaram esclarecimento para a retirada dos equipamentos. O Promotor Antônio José Mancilha, que acompanha o caso atualmente, explicou que o cancelamento das 43 mil multas aplicadas desde 31 de março deste ano pode não acontecer, pois com base nos estudos feitos pelo Instituto Municipal de Trânsito e Transportes (IMTT), não foi encontrada nenhuma irregularidade.

O Promotor aconselha o condutor que se sentiu prejudicado por ter sido multado injustamente, procure IMTT, Defensoria Pública ou outros meios jurídicos para proceder à sua defesa.

Após a conclusão do inquérito, o processo será arquivado e o MP passará a fiscalizar as instalações dos novos radares na capital.

Últimas Notícias
Itacoatiara também tem carreata contra o isolamento social proibida pela Justiça com Ação do MPAM

Notícias
A pedido do Ministério Público do Amazonas (MPAM), representado pelas promotorias de Justiça de Itacoatiara, a...
Justiça acata pedido do MPAM e proíbe carreata contra o isolamento em Manaus e em todo o AM

Notícias
*Justiça acata pedido do MPAM e proíbe carreata contra o isolamento social em Manaus* A Justiça estadual acatou, no...
Coronavírus: Nova Olinda também entra em toque de recolher por recomendação do MPAM

Notícias
Como ocorreu em Parintins, o município de Nova Olinda do Norte também teve decretado o toque de recolher pela...
Alertas, flagrantes, fiscalização ao Poder Público: a atuação do MPAM no interior do Estado no combate ao coronavírus

Notícias
Desde que a crise da pandemia do novo coronavírus se agravou, no Amazonas, o Ministério Público (MPAM) vem agindo em...