Gabinete de crise do MPAM recomenda controle rígido das medidas contra o coronavírus dentro dos ônibus coletivos e terminais de passageiros em Manaus

 

TERMINAL ONIBUS f670e

O Ministério Público do Amazonas (MPAM), por meio do Gabinete de Enfrentamento de Crise (GAB-MPAM/COVID-19), expediu recomendação às empresas prestadoras de serviço de transporte coletivo urbano da Capital, ao Município de Manaus e aos serviços de transporte por mototáxi com uma série de medidas sanitárias para conter o avanço do covid-19. O MPAM recomendou ao Prefeito de Manaus, Arthur Neto, que fiscalize o adequado cumprimento da recomendação pelos órgãos e entidades competentes da Administração Direta e Indireta da Capital, bem como pelos prestadores de serviço de transporte coletivo urbano e serviços de transporte individual por mototáxi.

Aos empresários do transporte coletivo, de ônibus e micro-ônibus alternativos, o MPAM recomendou, entre outras medidas, que os veículos sejam lavados e higienizados, em seu interior e exterior, duas vezes por dia; que após cada viagem sejam limpos os assentos, janelas, balaústres e demais pontos de apoio dos passageiros e também que motoristas e cobradores lavem suas mãos com água e sabão ou as desinfetem com álcool em gel. Os empregados das concessionárias deverão receber, continuamente, kits com álcool em gel ou produto similar indicado pelas autoridades de saúde.

O Município de Manaus, que mantém os terminais de integração por meio do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), deverá fazer, diariamente, a higienização dos terminais de integração de passageiros, nos três turnos, nas áreas onde há o fluxo de passageiros, com atenção especial aos sanitários. Também deverá haver a fiscalização ininterrupta para que se mantenha a distância entre passageiros recomendada pelas autoridades de Saúde durante o embarque e desembarque. Também deverá haver divulgação das medidas de prevenção ao covid-19 por cartazes e por sistema de alto falantes nos referidos destinado àqueles com deficiência ou limitação visual.

Aos mototaxistas, o MP recomendou a higienização, a cada corrida, dos capacetes utilizados tanto pelo condutor quanto pelo passageiro, inclusive com a utilização de toucas descartáveis, conforme determina a legislação, a lavagem da motocicleta pelo menos três vezes ao dia e aglomeração de condutores de mototáxis nos pontos.

 

Texto: Alessandro Malveira – ASCOM MPAM

Foto: Arquivo ASCOM MPAM – Hiraílton Gomes

 

 

 

 

Últimas Notícias
Ação do MPAM pede licenciamento ambiental em área destinada à ampliação do cemitério de Nova Olinda

Notícias
O Ministério Público do Estado do Amazonas (MPAM) ajuizou Ação Civil Pública (ACP) pedido que o Judiciário...
MPAM instaura Inquérito para apurar suposta irregularidade no uso do Fundeb em Anori

Notícias
O Ministério Público do Amazonas, por meio da Promotoria de Justiça de Anori, instaurou o Inquérito Civil nº...
MPAM aciona a Justiça para regularizar o descarte de lixo em Santa Isabel do Rio Negro

Notícias
O Ministério Público do Amazonas, pela Promotoria de Justiça de Santa Isabel do Rio Negro, acionou a Justiça a fim...
Justiça acata ação do MPAM e proíbe inauguração de praça com festa aberta ao público em Caapiranga

Notícias
A Justiça estadual acatou a Ação Civil Pública (ACP) ajuizada pela promotoria de Caapiranga e, na noite desta...