MPAM aciona rede de órgãos de proteção ambiental contra queimadas em Humaitá

queimada humaitá menor 16da9

Em Humaitá, o Ministério Público do Amazonas (MPAM), pela 1ª Promotoria de Justiça daquele Município (1ª PJH), vai acompanhar e fiscalizar as políticas públicas para proteção do meio ambiente, com foco no combate às queimadas e uso ilegal do fogo na zona rural. De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), em junho de 2020, foram detectados 2.274 focos ativos de queimadas no bioma Amazônico e, segundo a mesma Instituição, Humaitá é o quarto município amazonense com maior número de focos, depois de Lábrea, Manicoré e Apuí. No dia 01/09, o Promotor de Justiça Wesley Machado instaurou um Processo Administrativo para acompanhar o problema. A portaria PORTARIA Nº 9/2020 – 1ªPJH, de instauração do procedimento, foi publicada na edição do dia 03 de setembro do Diário Oficial Eletrônico do MP, páginas 13, 14 e 15.

"Nos dias 17 e 20 de agosto de 2020, nos deslocamentos realizados por este Promotor de Justiça entre os municípios de Humaitá/AM e Porto Velho/RO, foi possível visualmente constatar a existência de focos de queimadas às margens da Rodovia Federal BR 319. Nas duas últimas semanas, pôde-se constatar, visualmente, fumaça na cidade, fuligem, além de ardor nos olhos e dificuldade para respirar, indícios da ocorrência de queimadas", relatou Wesley Machado, na portaria de instauração do Procedimento.

Ao instaurar a investigação, o Promotor de Justiça, levou em conta centenas de processos judiciais que tratam de desmatamento ilegal da Amazônia e crimes contra a fauna que tramitam nas Varas da Comarca de Humaitá, os dados de órgãos de proteção ambiental como o INPE, além de sua própria vivência como residente no Município de Humaitá, o que o coloca em contato direto com os efeitos das queimadas. Ele também relatou que "no dia 1º de setembro de 2020, durante a madrugada, por volta de 1h, às margens da Rodovia BR 319, na altura do Km 690, verificaram-se focos de incêndio em imóvel rural localizado à direita da rodovia, no sentido Porto Velho/RO – Humaitá/AM, além de intensa fumaça".

Para enfrentar o problema das queimadas, o MPAM requisitou providências e informações ao Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (Ibama), ao INPE, Instituto de Proteção ao Meio Ambiental do Amazonas (Ipaam), à Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Humaitá, às polícias Federal, Civil e Militar do Amazonas.

Ao Ipaam e à Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Humaitá foi pedida a realização fiscalizações nos imóveis rurais em que o INPE apontou focos de incêndio. O Ibama e a Polícia Federal foram acionados para que atuem em relação a áreas de proteção ambiental ou unidades de conservação federais na região e os indicativos do uso indiscriminado e ilegal do fogo. Investigações de crime ambiental também foram cobradas da Polícia Civil. O MPAM pediu dados e registros técnicos dos focos de incêndio de 2020 ao Programa de Queimadas do INPE e, à Polícia Militar, foi pedido apoio às operações de fiscalização dos órgãos ambientais.

Texto: Alessandro Malveira - ASCOM MPAM

Foto: MPAM Humaitá

Texto atualizado às 16h08 de 07/09/2020 para inserção da foto de um dos focos de queimada registrados na BR319 pelo MPAM.

Últimas Notícias
MPAM instaura inquérito para garantir atendimento socioeducativo a adolescentes infratores no Município de Anamã

Notícias
O Ministério Publico do Amazonas em Anamã, por meio do Promotor de Justiça Kepler Antony Neto, instaurou Inquérito...
MP não constata indícios que confirmam denúncia de desvio de função no Corpo de Bombeiros do AM

Notícias
O Ministério Publico do Amazonas, por meio da 60º PROCEAP, promoveu nesta terça-feira (28/09), o arquivamento do...
Exame de Seleção de Estagiários teve número recorde de inscritos

Notícias
O Ministério Público do Amazonas (MPAM) disponibilizou, na manhã desta segunda-feira (28/9), o gabarito das provas...
Gabarito das provas já está disponível

Notícias
O Ministério Público do Amazonas (MPAM) disponibilizou, na manhã desta segunda-feira (28/9), o gabarito das provas...