MPAM apura responsabilidades por falhas no abastecimento de energia em Autazes

índice 8e04b

 

O Ministério Público do Amazonas, por meio da Promotoria de Justiça de Autazes, instaurou inquérito civil para apurar as responsabilidades pelas falhas no fornecimento de energia, ocorridas nos meses de setembro e outubro deste ano, naquele município. A medida toma por base as inúmeras reclamações apresentadas por moradores locais ao órgão ministerial, além de diligências realizadas pelo titular da PJ de Autazes, Carlos Firmino Dantas, que confirmam a deficiência do serviço prestado pelas empresas Amazonas Energia e Oliveira Energia.

"O MPAM constatou que há deficiência na geração, especialmente no período dito 'verão amazônico', quando a temperatura sobe e a demanda por energia aumenta. Identificamos também que a empresa Oliveira Energia é que faz a manutenção dos grupos geradores de energia, cuja capacidade de produção tem se revelado insuficiente para atender à população local", informou.

Antes de decidir pela instauração do inquérito, o titular da PJ de Autazes chegou a visitar o parque de geração de energia da cidade, a fim de verificar as condições de produção de energia na cidade. Em reunião com o chefe local da Amazonas Distribuidora, José Emídio Pimentel Matos, este informou que houve quebra nos grupos de geradores, cuja manutenção é de responsabilidade da Oliveira Energia, e, como a demanda de energia aumenta nessa época do ano, houve falhas no fornecimento.

As interrupções no fornecimento de energia se agravaram nos meses de setembro e outubro de 2019, prejudicando os moradores, o bem-estar social, a segurança pública, o comércio e a indústria local. Diante disso, foi instaurado o IC nº 001.10.2019, que visa apurar as responsabilidades pelas falhas no serviço, que tem caráter essencial, ou seja, sua interrupção coloca em risco iminente a sobrevivência, a saúde ou a segurança da população. "Precisamos garantir a regularização desse serviço em Autazes, pois a deficiência no fornecimento, geração e distribuição de energia vem causando prejuízos financeiros e sociais à população", aponta o Promotor de Justiça.

 

Texto: Milene Miranda

Foto: Arquivo MPAM

Últimas Notícias
Homem leva 44 anos de prisão pelo crime de feminicídio, em Tefé

Notícias
O Conselho de Sentença da 1ª Vara da Comarca de Tefé condenou, na última terça-feira, 15/10, Wilkeson de Freitas...
Moradores da zona Norte conhecem projeto MP Comunidade

Notícias
Moradores da comunidade Jesus Me Deu, no bairro Colônia Terra Nova, Zona Norte de Manaus, demostraram grande interesse...
Relação entre governança e direitos fundamentais é debatida em seminário no CNMP

Notícias
A interação entre direitos fundamentais, direitos humanos, papel do Estado e aplicação dos instrumentos jurídicos...
Ministério Público realiza evento inédito em Tabatinga

Notícias
O Ministério Público do Amazonas (MPAM) promove, nos dias 17 e 18/10, quinta e sexta-feira, o seminário "Direito e...