Justiça acata ação do MPAM e proíbe inauguração de praça com festa aberta ao público em Caapiranga

CAAPIRANGA PREFEITURA menor 94785

A Justiça estadual acatou a Ação Civil Pública (ACP) ajuizada pela promotoria de Caapiranga e, na noite desta sexta-feira (31/07), determinou que a prefeitura local suspendesse a realização da festa de inauguração de uma praça pública, localizada no porto da cidade, evento anunciado para este sábado (1/08). O juiz Diego Daniel Dal Bosco aceitou os argumentos do Ministério Público do Amazonas, considerando que a realização da festa “contraria as normas vigentes no estado e no município e as recomendações sanitárias mundiais quanto a isolamento e quarentena, como também gera risco concreto à população direta e indiretamente afetada pelo ato, vez que estimula circulação desnecessária de pessoas pela cidade”.

O promotor de Justiça Fabrício Almeida, autor da ACP, também ressaltou que o evento desrespeita as determinações do próprio poder municipal que, apesar de ter começado a flexibilizar as medidas restritivas, manteve proibidos eventos que gerassem aglomerações com mais de cem pessoas na cidade.

Dessa forma, Justiça determinou ao Município de Caapiranga que promova as medidas necessárias visando a não realização desse evento, com a identificação os responsáveis pela sua organização, acionamento dos órgãos de segurança, apreensão de veículos e materiais eventualmente utilizados nos eventos, elaboração e relatório sobre os danos causados, entre outras medidas pertinentes.

Veja, na íntegra, a decisão liminar, em anexo.

Texto: Arnoldo Santos - ASCOM MPAM

Foto: divulgação

Últimas Notícias
Ação do MPAM em Boca do Acre visa impedir cobrança pelo serviço de iluminação pública

Notícias
O Ministério Público do Estado do Amazonas (MPAM), pela Promotoria de Justiça de Boca do Acre, ajuizou Ação Civil...
MPAM dará posse a dois novos Procuradores de Justiça

Notícias
O Conselho Superior do Ministério Público do Amazonas promoveu, na última segunda-feira, 23 de novembro de 2020,...
MPAM chega ao final de caso de estupro com a condenação do acusado a 45 anos de prisão

Notícias
A 1ª Vara Especializada em Crimes contra a Dignidade Sexual de Crianças e Adolescentes da Capital julgou procedente...
MPAM discute Injustiças Epistêmicas, raça e gênero, nesta quinta

Notícias
  O Ministério Público do Amazonas, por meio do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (CEAF),...