Nota Pública sobre a eleição dos Conselheiros Tutelares em Manaus

NOTA PÚBLICA
O Ministério Público do Estado do Amazonas (MPAM) esclarece que acompanhou, através da atuação firme, competente e abnegada de 10 Promotores de Justiça, todo o processo de votação para a escolha dos Conselheiros Tutelares na capital, não tendo sido registrados fatos que pudessem pôr em dúvida a lisura do processo de voto, por intermédio das urnas eletrônicas. O MPAM ressalta que sua atuação fiscalizatória se deu durante todo o processo de organização, votação e apuração da eleição referida. Informamos, contudo, que eventuais notícias de supostas fraudes no processo deverão ser encaminhadas aos canais ordinários já amplamente divulgados, para que as providências tendentes a apuração dos fatos sejam adotadas.

Últimas Notícias
Em Humaitá, MPAM mobiliza Poder Público e foliões com assinatura de um termo de compromisso por um carnaval de paz e dentro das leis

Notícias
No município de Humaitá, os promotores de Justiça Caio Barros (1ª Promotoria) e Rodrigo Nicoletti (2ª Promotoria)...
Debates sobre Lei Anticrime abrem Ano Letivo dos eventos de formação e aperfeiçoamento do MPAM

Notícias
O Ministério Público do Amazonas (MPAM) realizou nesta sexta-feira, 21/2, Conferência de abertura do ano letivo do...
Promotoria apura supostos casos de nepotismo no município de Uarini

Notícias
O Ministério Público do Amazonas, por meio da Promotoria de Justiça de Uarini, instaurou inquérito civil e expediu...
MPAM participa da primeira audiência à distância feita em Itacoatiara

Notícias
O Ministério Pùblico do Amazonas (MPAM), através da 3ª Promotoria de Justiça de Itacoatiara, participou, nesta...