Nota sobre o 'Caso Flávio'

O Promotor de Justiça José Augusto Taveira, respondendo pela 14ª Promotoria com atuação no Tribunal do Júri e designado para atuar nos processos judiciais relacionados ao Caso Flávio, se posicionou pela prorrogação da prisão temporária dos envolvidos, atendendo o pedido formulado pelas autoridades policiais. Os autos foram remetidos à senhora Juíza da 2ª Vara do Tribunal do Júri, nesta quinta-feira (31/10). O promotor considera que, sendo a prisão temporária um instrumento legal à disposição dos delegados que investigam o caso, ela se torna pertinente neste momento uma vez que o crime investigado é grave, complexo, envolve múltiplos investigados e ainda há diligências a serem cumpridas. Sendo natural que haja pedido de prorrogação. Em que pese ter tido parecer favorável do Ministério Público, caberá à Justiça analisar e decidir sobre o pedido de prorrogação das prisões.

Últimas Notícias
Promotoria apura supostos casos de nepotismo no município de Uarini

Notícias
O Ministério Público do Amazonas, por meio da Promotoria de Justiça de Uarini, instaurou inquérito civil e expediu...
MPAM participa da primeira audiência à distância feita em Itacoatiara

Notícias
O Ministério Pùblico do Amazonas (MPAM), através da 3ª Promotoria de Justiça de Itacoatiara, participou, nesta...
MPAM recorre da sentença do julgamento do pai que jogou o filho no rio Negro

Notícias
O Ministério Público do Amazonas (MPAM), representado pelo Promotor de Justiça Luiz do Rego Lobão Filho, interpôs...
MPAM adere à divulgação do Projeto Resgate à Infância, do MPT

Notícias
Procuradores do Ministério Público do Trabalho (MPT) visitaram, na manhã desta quarta-feira (19), a Procuradoria...