Encontro Nacional sobre Violência Doméstica começa com abordagens diferentes do problema que atinge as mulheres brasileiras

abertura 8eb49

Representantes de quase 40 grupos de mulheres do Amazonas estiveram presentes na abertura do X Encontro Nacional do MP Brasileiro de Combate à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher nesta quarta-feira, 13/11, no Teatro Amazonas, em Manaus, além de Promotoras(es) e Procuradoras(es) de Justiça, do Amazonas e de outros estados, compondo o público que lotou o Teatro Amazonas, pela manhã. Nesta quarta-feira e, quinta, os temas a serem apresentados pelos palestrantes abordarão o assunto de maneiras diferentes, mostrando a necessidade do entendimento completo do problema.

Na plateia do Teatro centenário também estavam, o Subprocurador-geral de Justiça para assuntos Jurídicos, Carlos Fábio Braga Monteiro, a Corregedora-Geral de Justiça, Procuradora Jussara Pordeus, o Chefe do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (CEAF), André Seffair, entre dezenas de outros membros do MPAM, outras autoridades, e o público em geral. Na ocasião, a orquestra Amazonas Filarmônica apresentou um concerto que, além dos Hinos Nacional Brasileiro e do Amazonas, teve no repertório "O Guarani", de Carlos Gomes, e a participação especial do cantor Zezinho Correa, líder da banda amazonense Carrapicho, cantando o sucesso internacional Tic Tic Tac, de autoria de Braulino Lima, de Parintins (AM).


Em discurso de abertura, a Procuradora-Geral de Justiça do MPAM, Leda Mara Nascimento Albuquerque, exaltou a importância do aprofundamento das discussões sobre o tema com o objetivo de que se encontrem soluções para uma mudança de atitude na sociedade em respeito aos direitos das mulheres. "Esse é um momento importante para o Ministério Público do Amazonas porque nós estamos reunindo aqui diversos setores da sociedade nacional. Temos aqui representantes de Mps de vários estados. Este é um encontro promovido anualmente e estamos na nossa décima versão e que é organizado por uma comissão permanente de combate à violência doméstica vinculada ao grupo de direitos humanos. Nós vamos enfrentar um debate em torno de um tema que pra nós é muito caro porque cotidianamente o Ministério Público labuta no sentido de minimizar os números da violência doméstica. É fundamental que nós possamos construir um projeto de redução da violência doméstica no nosso país que a gente ouça a sociedade por isso é tão fundamental a participação dos grupos representantivos de mulheres", disse a PGJ Leda Mara Albuquerque.

A juíza Luciana Nasser, do 2.º "Juizado Maria da Penha", representou o presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), desembargador Yedo Simões de Oliveira. O juiz Eliezer Fernandes Junior, titular do Juizado da Infância e Juventude Infracional, também prestigiou a solenidade de abertura do evento.

DSC 0226 19386

Conhecimento
O encontro traz para a capital especialistas de várias áreas do conhecimento que vão abordar, de maneiras diferentes, o tema central. O evento é promovido pela Comissão permanente de Combate à Violência Doméstica contra a Mulher (COPEVID) ligada ao Grupo Nacional de Direitos Humanos, órgão do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais (CNPG). Para a coordenadora nacional da COPEVID, Promotora de Justiça da Bahia Sara Gama Sampaio, o tema da violência doméstica precisa ser amplamento discutido com a sociedade. "Foi preciso que muitas pessoas, muitos homens e mulheres que lutam por essa causa, fizessem com que estivéssemos aqui nesse momento, momento também que é grandioso, momento que eu vou guardar no meio peito. Eu sei do esforço que vocês fizeram para celebrar esse encontro. Quero dizer para vocês amigos continuemos a luta, por que a gente tá acertando por mais difícil que pareça", ddeclarou a Promotora Sara Gama.

DSC 0208 ef30d

O Promotor de Justiça Davi Câmara, da 73ª Promotoria de Justiça dos Crimes Contra a Mulher do MPAM, coordenador do evento, chama atenção para a amplitude do tema que tem ganhado espaços de discussões em nível internacional. "Essa temática não é específica de uma mazela brasileira, os casos ocorrem no mundo inteiro. E o Ministério Público é um agente importantíssimo para levar conhecimentos para a sociedade de uma forma em geral sobre o que significa a violência doméstica, quais os meios de prevenção e de que forma a gente pode romper esse ciclo", disse o Promotor de Justiça Davi Câmara.

O governador em exercício do Amazonas, Carlos Almeida Filho manifestou apoio irrestrito ao enfrentamento dos casos de violência doméstica. "A estruturação de mecanismos de proteção e combate à violência doméstica é algo de fundamental importância e tem sido amplamente uma atitude do nosso governo. Tanto é que nossa secretária de justiça e cidadania vem trabalhando de uma forma contundente para que se possa trazer para o Amazonas a Casa da Mulher Brasileira, algo que conta com o apoio de toda nossa bancada federal e pode ser uma realidade ano que vem", declarou o governador em exercício.

DSC 0279 1ec5d

 

Veja o vídeo com os discursos de abertura do encontro, no teatro Amazonas. Clique aqui.

Veja mais fotos na página do Facebook do MPAM. Clique aqui.

Programação

Dia 13/11
Início das palestras
Auditório "Carlos Alberto Bandeira"
14h30 – Credenciamento.
14h45 - Composição de mesa.
15h00 - Palestra: "Diálogos sobre masculinidade e violências de gênero: entre políticas de intimidade e práticas públicas" com Benedito Medrado - Docente dos cursos de graduação e Pós-Graduação em Psicologia da UFPE.
16h00 – Debate.
16h15 - Palestra: "A Política de Humanização nos Processos de Trabalho na Saúde em São Luís do Maranhão" com Sílvia Leite - Servidora pública, assistente social, Diretora do Sindicato dos Assistentes Sociais do Estado do Maranhão.
17h15 – Debate.
17h30 – Encerramento.

14/11 – Auditório Carlos Alberto Bandeira
Manhã
8h00 - Credencimento.
8h15 - Apresentação cultural com Grupo de Dança Backstage.
8h30 - Palestra: "Violência Institucional de Gênero" com Maria Gabriela Prado Manssur - Promotora de Justiça do Ministério Público do Estado de São Paulo.
9h30 – Debate.
9h45 - Palestra: "Liberdade Financeira: um combate à violência contra a mulher" com Michelle Meireles - Jovem empreendedora com 15 anos de experiência em Gerenciamento de Empresas, sendo 10 anos de mercado Internacional.
10h45 – Debate.
11h00 - Palestra: "Stalking e Cyberstalking" com Ana Lara Camargo de Castro - Promotora de Justiça do Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul.
12h00 - Debate.
12h15 – Almoço.
Tarde
14h00 – Credencimento.
14h15 - Palestra: "A proteção integral da mulher e a efetividade de responsabilização criminal do autor da violência" com Érica Canuto - Promotora de Justiça do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte.
15h15 – Debate.
15h30 - Palestra: "Violência Doméstica: É possível vencê-la" com Carla Araújo - Promotora de Justiça do Ministério Público do Rio de Janeiro.
16h30 – Debate.
16h45 - Palestra: "Experiência Pessoal" com Cristiane Machado - Atriz e ativista da causa da violência contra a mulher.
17h30 – Debate.
17h45 – Encerramento.

 

Matéria atualizada às 11h51 de 14/11/2019 para inserção do link para o álbum de fotografias do Facebook e mais informaçoes sobre presenças de autoridades no evento.

 

Texto: Agnaldo Oliveira Júnior – ASCOM MPAM
Fotos: Hirailton Gomes – ASCOM MPAM

Últimas Notícias
MPAM adere à divulgação do Projeto Resgate à Infância, do MPT

Notícias
Procuradores do Ministério Público do Trabalho (MPT) visitaram, na manhã desta quarta-feira (19), a Procuradoria...
Setor de serviços e órgãos públicos se unem para divulgar canais de denúncia de violência contra a mulher

Notícias
Entidades do Poder Público vão estreitar atuações para reforçar a divulgação dos canais disponíveis para o...
Caso Flávio: Denúncia do MP é aceita pela Justiça

Notícias
Pouco mais de 4 meses após o fato ter ocorrido, a morte do engenheiro Flavio Rodrigues dos Santos teve sua apuração...
Promotores treinam novo sistema de execução penal SEEU

Notícias
Uma equipe do Ministério Público do Amazonas (MPAM) realizou, na última segunda-feira (17), treinamento do Sistema...